Cinco atividades lúdicas para aprendentes de português

Estamos localizados no coração do Brasil e criamos este blog não apenas no intuito de motivar nossos alunos, mas também propor discussões aos nossos colegas, professores e pesquisadores de português como segunda língua, língua estrangeira ou de herança.

Nosso público hoje é de maioria adulta: grande parte vem da comunidade diplomática e busca o português para o mundo dos negócios. Embora muitos tenham interesses profissionais na língua, não importa a idade do aprendente, aprender deve ser sempre prazeroso.

Observando a comunicação como meio e fim do processo, propomos aqui cinco atividades interativas para aumentar a confiança do aprendente e sua fluência, contribuindo para o processo de sociabilização desse sujeito dentro da sala de aula e na comunidade de imersão.

As atividades abaixo propostas são resultados da nossa prática docente e, principalmente, das discussões e reflexões com nossos pares. Vamos lá?

1. Um minuto!

Sugestão de nível: básico ou intermediário

Objetivo da atividade: recapitular o vocabulário específico trabalhado em uma aula (culinária, partes da casa, partes do corpo, cores…)

Quantidade de alunos: pares, trios ou quartetos.

Proposta:

O professor entrega aos alunos uma folha de papel com linhas numeradas e, com um cronômetro, solicita que escrevam em um minuto a maior quantidade de palavras que lembrarem sobre o campo semântico escolhido. Ao final, o professor troca as folhas e os grupos adversários devem corrigir as listas escritas pelos colegas para contar quantas palavras estão adequadas à dinâmica e grafadas corretamente. Vence o grupo com mais acertos.

2. Concurso de pronúncia

Sugestão de nível: todos

Objetivo da atividade: praticar a pronúncia e trabalhar dificuldades de percepção e produção oral.

Quantidade de alunos: pares, trios ou quartetos.

Proposta:

Com base nas línguas faladas pelos aprendentes e suas dificuldades fonéticas, o professor seleciona trava-línguas para a leitura em sala. O professor não deve ler o trava-línguas inicialmente, mas sim pedir que os alunos leiam e usem de sua compreensão e produção prévia. Cada dupla ou grupo deve indicar um colega para ler o trava-línguas da vez. Ao final da rodada, ganham pontos os grupos com pronúncia adequada, ou seja, que não possa gerar falhas de comunicação.

Exemplos:

O rato roeu a roupa do rei do Roma. A rainha raivosa rasgou o resto.

A aranha arranha a rã. A rã arranha a aranha. Nem a aranha arranha a rã, nem a rã arranha a aranha.

A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.

3. Personalidade secreta

Sugestão de nível: básico ou intermediário

Objetivo da atividade: praticar o vocabulário sobre descrição física ou psicológica de pessoas.

Quantidade de alunos: pares, trios ou quartetos.

Proposta:

Para cada grupo, o professor deve entregar uma fotografia ou mostrar uma imagem de uma personalidade conhecida mundialmente. Os aprendentes deverão criar cinco pistas concisas sobre a aparência e a carreira da personalidade em questão para desafiar os outros grupos. Vence o grupo que descobrir a personalidade secreta com menos pistas.

Exemplos:

  1. Ele é argentino e mora na Europa.
  2. É sorridente, simpático, comunicativo e fala várias línguas.
  3. Ele tem estatura mediana, é calvo e usa roupas brancas.
  4. É um líder religioso.
  5. Mora no Vaticano.

4. História sem pé nem cabeça

Sugestão de nível: intermediário

Objetivo da atividade: trabalhar um tempo verbal específico.

Quantidade de alunos: no mínimo, uma dupla.

Proposta:

O professor deve preparar uma pequena apresentação em sequência de imagens com conteúdo inusitado. Para começar, deve-se contar o início de uma história para a turma. Após a introdução, o professor mostra a primeira imagem e um aprendente deve continuar o relato seguindo duas premissas: a inclusão da imagem no enredo e a utilização do tempo verbal escolhido.

Exemplo (com o pretérito perfeito do indicativo):

Um dia, a mãe disse para o filho não comer a sobremesa antes do almoço. O menino não obedeceu à mãe e foi direto para a geladeira, quando encontrou…

 f7327a98d270526c2e23f92d2afec553

Aprendente 1: “…um gato! O gato ficou assustado e fugiu.”

5. O prato do dia

 Sugestão de nível: básico ou intermediário

Objetivo da atividade: praticar o vocabulário relacionado à alimentação e à culinária.

Quantidade de alunos: duplas, trios ou quartetos.

Material necessário: folhetos de promoções de supermercados

Proposta:

O professor deve exibir uma receita rápida aos estudantes. Depois disso, o professor deverá entregar os folhetos aos alunos e dar, em média, dois minutos para que eles façam uma lista dos ingredientes da receita usando o vocabulário presente no folheto. Vence o grupo que conseguir listar a maior quantidade de ingredientes e reescrever a receita fazendo substituições aos ingredientes.

Dica:

O canal Allrecipes Brasil no Youtube tem receitas fáceis de, em média, 3 minutos, como a simples Torta de limão com merengue:

Quer conhecer mais dicas ou partilhar sobre sua prática de sala com a gente? Que tal deixar um comentário?

Até a próxima!

Professora Eugênia Fernandes

Equipe Icepe

6 Comments on “Cinco atividades lúdicas para aprendentes de português

  1. muito interessante e útil suas postagens.. Obrigada.. vou usar..Sou especialista em PLE há 10 anos… conte coMigo..

  2. Adoro trocar ideias com os profissionais da educação de outras arias de conhecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *